INTRODUÇÃO

A metta.pt nasce de um desejo conjunto pensado e sentido em direção a uma Missão: espalhar, valorizar e enriquecer o conhecimento e a experiência humanos através de um grupo de profissionais/pessoas orientados por valores específicos, através de prática e de métodos consistentes, apelativos e construtivos. Queremos ser reconhecidos como um grupo fiável e dinâmico, pautado por um lema geral de vida assente no Amor e na Bondade humanas como recursos sólidos e abundantes à nossa disposição e à de qualquer ser humano, para formar, mudar e transformar.
 

3 EIXOS DE CONDUTA

Nesta publicação e divulgação do nosso Código de Conduta expressámos, clara e sucintamente, quais os nossos valores, aquilo que somos e o que se pode esperar do nosso grupo.
A adoção dos valores e princípios expressos no Código de Conduta não é uma opção e deve ser seguida entre nós sem exceções, de forma a não perdermos de vista o farol que nos guia e, a partir da sua luz, tomarmos as decisões que, a cada momento, nos parecem ser as mais adequadas a cada circunstância. Anexo a este documento existe um Guia Ético em 10 Questões construído para auxiliar cada um caso existam dificuldades nesta área, por vezes, dúbia.
Conto contigo, membro do nosso grupo, para subscrever a atual versão do Código de Conduta e honrar os seus princípios!
Ao prestarmos serviços àqueles que nos seguirão e nos darão a “matéria-prima” essencial à nossa prática, fá-lo-emos dentro das diretrizes que se seguem, mas sempre respeitando não só as nossas próprias ideias com as dos que nos ouvem, vêm e leem.
Definimos como núcleo central deste Código, 3 eixos de conduta: Valores, Práticas e Métodos.
 

VALORES

Procuramos orientar toda a nossa ação com base em cinco pilares valorativos: 
Respeito, Verdade, Amor, Liberdade e Beleza.
Dentro de cada um deles, muitos conceitos semelhantes convivem, como a competência profissional, a integridade, a liderança como inspiração, a inovação, a renovação, a persistência, a tolerância e, acima de todas ou permeando todas, o valor supremo: acreditar profundamente na Bondade Humana como fonte de transformação global. 
Relacionamo-nos com os nossos colegas, clientes e outros com quem interagimos no âmbito da nossa prática metta.pt, com respeito, dignidade, neutralidade e amabilidade. Perspetivamos a nossa diversidade intragrupal como uma excelente vantagem a ser desenvolvida. Assumimos o compromisso de manter um ambiente de trabalho cooperante, de confiança e seguro, e tentamos um equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal, apoiando os colegas na mesma direção. Investimos na melhoria contínua das nossas competências pessoais e profissionais, de modo a proporcionamos o melhor de nós mesmos aos demais.
 
Respeitamos a confidencialidade e privacidade de todos com quem desenvolvemos trabalho, quer se trate de colegas, formandos, participantes em palestras, workshops, clientes de coaching, colaboradores, interessados ou qualquer outro papel desempenhado por quem recebe frutos da nossa atividade em geral. Não utilizamos informações confidenciais para efeitos pessoais, para usufruto da metta.ptou de terceiros, exceto se para tal obtivermos a respetiva autorização. Apenas divulgamos informações confidenciais quando tal se verifique estritamente necessário e com autorização, se as mesmas se revelarem ameaçadoras da integridade e vida dos profissionais ou dos clientes.
Acreditamos numa Cidadania Funcional. Ou seja, agimos de forma socialmente responsável, cumprindo as leis e respeitando os costumes e as tradições das instituições, regiões e de todos os locais em que estamos presentes, e contribuímos de maneira responsável para o desenvolvimento das comunidades. Apoiamos a harmonia ambiental atuando de modo a que as nossas ações produzam o mínimo de impacto ambiental negativo, quer a nível material, quer visual, sonoro e de outras dimensões, respeitando a beleza e o equilíbrio natural/ecológico.
Encorajamos o apoio a atividadesrelacionadas com a Caridade, a Educação e a Prestação de serviços comunitários.
Os conflitos de interesse que eventualmente possam surgir entre quaisquer partes, deverão ser clara e imediatamente identificados para que os interesses de ambas as partes possam ser respeitados.
Valorizamos ainda a independência intelectual, mantendo-nos fiéis aos nossos valores e modos de ação, que se pautam pela atualização constante de conhecimentos, objetividade de comunicação e esclarecimentos de dúvidas com colegas e outros profissionais, sempre que ocorram. Quando e se formos confrontados com assuntos/dilemas difíceis ou que colocam o trabalho em risco, consultamos os colegas da metta.pt nos níveis adequados para o efeito, previamente à tomada de qualquer decisão. 
 
Os valores existem porque se praticam e praticam-se porque existem. Duas faces da mesma moeda:
identidade de valores e ação continuada.
As práticas que nos colocam a dar passos no caminho que elegemos neste projeto, guiado pelos valores definidos e sentidos por cada um e por todos nós, assumem várias formas: diálogo, tentativa-erro, partilha, Tomada de Perspectiva Social (colocarmo-nos no lugar do outro), trabalho de equipa, agilidade intra e interpessoal nas interações. Enquanto indivíduos, devemos ainda ser encorajados a colocar questões e a revelar preocupações através dos canais adequados, mantendo a liberdade de expressão e a "dúvida metódica" a agir a nosso favor, para favorecer os demais.
Com a prática restauramos diariamente os valores que assumimos tornando-os vivos para nós e para todos a quem nos dirigimos.
 

MÉTODOS

Respeitando sempre a liberdade individual de trabalho que a todos é devida, no seio do mencionado. Respeito, que é também o respeito pela individualidade de cada um, surge a necessidade imperiosa de um “esqueleto” ou estrutura que balize a possível dispersão e reoriente para o caminho comum. 
Planear, executar, avaliar. Ciclicamente, esta “tríade metódica” poderá contribuir bastante para corrigir, reformular e reinventar práticas e até novas metodologias ou caminhos paralelos, que se podem conjugar para acrescentar valor às atividades e ao processo de comunicação e de elaboração de ações. 
Planear: planos semestrais e reuniões mensais por setores.
Executar: um fio condutor baseado em conteúdos alinhados com os valores e a missão da metta.pt, objetivos claramente definidos, estratégias diversificadas, apelativas e adequadas aos públicos-alvo. 
 
Utilizaremos todos os ativos que pertencem à metta.pt e aos nossos clientes, incluindo os ativos tangíveis, intelectuais e eletrónicos, de forma responsável e profissional, adequada aos objetivos e necessidades de ambas as partes – metta.pte clientes/seguidores/participantes. 
 
Avaliar: avaliação formal e informal. Avaliação formal: através e instrumentos que permitam obter uma perspetiva imediata e mais objetiva da perceção dos formandos/participantes nas várias atividades. Avaliação informal: diálogos/comentários…
 

GUIA ÉTICO EM 10 QUESTÕES

Cada um de nós, membros e colaboradores da metta.pt, tem a obrigação de conhecer e compreender estas linhas de orientação descritas neste Código. Tem ainda a obrigação de cumprir integralmente as diretrizes dele decorrentes e de apoiar, sempre que possível, os demais colegas nesse sentido e no Guia Ético em 10 Questões (anexo a este Código). Em que consiste este Guia? De uma forma muito sucinta e clara, trata-se de um conjunto de 10 questões que poderão ser respondidas/refletidas individualmente sempre que se avizinhe um dilema ou dúvidas no âmbito moral/ético, relacionadas com a METTA, nomeadamente com situações que envolvam 
instituições/clientes/participantes. Fica ao critério de cada um ler, analisar, ou até acrescentar outras questões…
No entanto, apesar destas disposições, sabemos que nenhum Código pode assegurar, prever e abranger todas as situações que eventualmente surjam no quotidiano. Assim, o Código não é um substituto à responsabilidade que temos de exercer o nosso melhor julgamento e de obter orientação de outros colegas em relação à adequação da conduta que adotamos nas nossas atividades. Somos encorajados a procurar orientação adicional e suporte das pessoas designadas como responsáveis pelos assuntos de conduta. O nosso conhecimento coletivo é uma mais-valia em crescimento, uma espécie de “enciclopédia experiencial” que deverá ser, ela própria, uma fonte de investimento.
 
 
ANEXO

Guia Ético em 10 Questões

Em qualquer ação ou atividade relacionada com a prática METTA, considerar utilizar este guia, como “rastreio” ético auxiliar à correta implementação do Código de Conduta:
1. Opõe-se em algum dos pontos do Código de Conduta? (se persistir a dúvida, reler o Código)
2. Parece correto?
3. É legal?
4. Irá exercer um efeito negativo/prejudicial em mim ou em qualquer membro ou 
seguidor/cliente da METTA?
5. Quem mais poderia ser afetado (qualquer membro ou seguidor/cliente da METTA ou eu próprio)?
6. Ficaria envergonhado/a se os outros soubessem que tomei esta opção, por “pequena” que possa parecer?
7. Há alguma ação alternativa que não coloque um conflito ético?
8. Qual seria o impacto na imprensa?
9. O que pensaria uma pessoa sensata?
10. Consigo dormir à noite?