O tai chi chuan é uma arte marcial chinesa e é extremamente apreciada pela sua vertente de meditação a promoção de saúde física, serenidade e paz mental.

Esta técnica milenar é conhecida por proporcionar ao seu praticante estados de pureza e integração de energia que conduzem à sua purificação e pacificação interior, criando um escudo emocional e ocasionando a sublevação de sentimentos inferiores. 

 

 
 

O tai chi chuan apesar de ser uma arte marcial chinesa ancestral é atualmente procurada por quem busca harmonia e graciosidade de movimentos.

No vídeo que se segue, o maior representante desta modalidade em Portugal, fala-nos da sua essência, objetivos e benefícios na saúde e na filosofia de vida do praticante.

Este sistema consiste num conjunto de movimentos/posturas, uma coreografia de defesa pessoal, que combina uma sequência de ataques, desvios, defesas, derrubes e pontapés executados de uma forma lenta, sequencial e precisa, sendo que a sua eficácia reside na capacidade que temos ou não de dominar e tirar proveito da energia vital (chi). 

A adopção desta prática diariamente permite-nos descontrair a cada dia que passa e assim encontrar a nossa forma pessoal de executar os movimentos, adequando a nossa respiração ao esforço num encadeamento natural e fluído.

Durante a prática é cultivada a boa postura do corpo, disciplinando-o, e a elevação do espírito de forma a trazer de volta a organização inicial do plano físico e espiritual. É promovida a eficiência energética através da estabilização dos pólos de energia yin eyang com movimentos suaves que têm impacto em todas as funções fisiológicas e sistemas orgânicos do corpo, com ganhos sólidos de vitalidade, flexibilidade, bem-estar psicológico, confiança, auto-estima e conexão com o todo.