O Eneagrama é um sistema de identificação do tipo psicológico de um indivíduo que se tem revelado de enorme importância para a psicologia. Teve a sua origem ainda antes da era de Cristo, contudo a sua utilização sempre foi criticada pelos que a acusavam de estar demasiado ligado ao espiritualismo e ao misticismo. Este sistema foi descrito como sendo a representação de um modelo matemático que explica todo o funcionamento do universo e a sua influência na formação da personalidade de cada individuo, permitindo reconhecer e antecipar atitudes comportamentos em quadros de situações distintos.

 
 

O eneagrama é um sistema fabuloso e preciso para a compreensão do comportamento humano.

A sua complexidade e muito desconhecimento sobre o assunto impede o leigo comum de usufruir das suas potencialidades.

Em que consiste o eneagrama?

Como pode o eneagrama ajudar para nos conhecermos melhor, a nós e aos outros? Quais são seus benefícios?

A que áreas pode ser aplicado?

O vídeo que se segue pretende dar a conhecer esta técnica emergente em Portugal. 

 

O diagrama criado no decorrer do processo de reconhecimento indica qual o caminho que tendencial que esse tipo psicológico segue durante as mudanças de comportamento e tomada de consciência que ocorre pela vida. De referir que é também necessário ter em atenção às asas, que são outros pontos de força que não os mais habituais naquele tipo de personalidade, mas que têm um papel preponderante na vida da pessoa. Quanto às linhas que conetam os pontos, estas indicam para onde flui a energia em situações de stress ou de segurança, ou seja, apesar de termos uma determinada personalidade e uma forma de agir padronizada com ela, em situações específicas podemos adoptar comportamentos mais típicos de outros tipos psicológicos e essas linhas indicam qual a solução preferencial.

Identificarmos o nosso subtipo é de suma importância no reconhecimento de como usamos os nossos três instintos mais preponderantes no nosso dia-a-dia. O instinto de auto-preservação expressa a nossa relação com a sobrevivência, segurança material, alimento, conforto e família; o instinto social gere a forma como nos relacionamos e atuamos dentro da nossa comunidade; o instinto sexual orienta a nossa vitalidade, sexualidade e relações íntimas. 

 

Cada ponto dentro da circunferência representa uma estratégia para lidar com ele. Postula-se que existem nove tipos de personalidade e cada um pode ser movido por um dos três centros de inteligência do homem (corpo, mente ou emocional), combinando-se assim em 27 subtipos finais.

As duas leis fundamentais presentes no diagrama são a “lei dos três” e a “lei dos sete”, representados pela presença de um triângulo com os vértices nos pontos 3, 6 e 9, e um hexad - grupo de seis - que liga os pontos 1, 4, 2, 8, 5 e 7, respectivamente.