Um indivíduo emocionalmente inteligente possui qualidades de relacionamento humano que lhe garantem maior hipótese de ser bem sucedido. Para tal, este deve possuir as seguintes cinco habilidades:

1.    Autoconhecimento emocional, o indivíduo reconhece as suas emoções e sentimentos no momento em que ocorrem e a forma como afectam os seus pensamentos e comportamento, tornando-se consciente dos seus pontos fortes e das suas fragilidades;

2.    Controlo emocional, saber lidar e gerir os sentimentos de uma forma saudável, adequando a sua aplicação e intensidade a cada situação;

3.    Auto-motivação, saber focalizar as suas emoções para um objectivo a cumprir, ter iniciativa;

4.    Reconhecimento de emoções nas outras pessoas, o que nos torna capazes de ser empáticos com os outros, de estarmos confortáveis em situações sociais e de perceber a dinâmica do poder dentro de um grupo ou organização;

5.    Habilidade em relacionamentos interpessoais, comunicar de uma forma clara, inspirar e influenciar terceiros e trabalhar bem em equipa.

As três primeiras habilidades são intrapessoais, essenciais ao autoconhecimento, já as últimas duas são interpessoais, revelando-se importantes em situações onde seja necessário desempenhar-se um papel de liderança e cooperação, em casos de mediação/prevenção de conflitos, quando se pretende canalizar os esforços de outros para uma pretensão de maior âmbito, sendo a empatia, a sensibilidade social, saber lidar com a pressão e emoções negativas, ligar-se ao outro utilizando comunicação não-verbal e utilizar o humor para lidar com desafios, ferramentas preciosas para o êxito deste tipo de relações.

Explora mais assuntos no nosso blog de desenvolvimento pessoal