Dalai Lama

“Claro, certamente!

A compaixão ou o senso de preocupação para com o bem-estar dos outros existem em dois tipos ou dois níveis.

Um, acredito que é principalmente um fator biológico. Quando é sem haver treino é simplesmente um fator biológico. Assim como a mãe que mostra um senso de preocupação pelo seu filho. Não apenas o ser humano, mas também os animais, com excepção de algumas espécies que podem ser diferentes. Caso contrário, acho que todos os mamíferos têm este tipo de sentimento, principalmente devido a uma causa biológica, de que a vida dos mais jovens, a sua sobrevivência, depende inteiramente dos cuidados de outra pessoa, do cuidado da mãe. Por causa desta realidade, emocionalmente há um sentimento próximo, um senso de preocupação com o bem-estar deles. Este é o fator biológico.

Agora, que tens isso como uma semente, usa a inteligência humana. Muitos tipos de informações valiosas existem nesta calorosa magnamidade. Sabendo isto, então estende. Não só para os amigos, amigos próximos ou parentes mas também para os outros seres sensíveis, ou ao menos, aos seres humanos, incluindo o teu inimigo.

Agora aqui, o fator biológico, a compaixão é tendenciosa, limitada apenas aos teus parentes e amigos próximos. Porque este fator biológico de compaixão é orientado principalmente por outras atitudes. Então este tipo de compaixão não podia ser estendida ao teu inimigo porque eles te causaram problemas. Mas agora, através do treino da consciência, uma vez por dia, haverá um benefício a longo prazo. Depois, com a consciência do hábito, vamos desenvolvendo o treino. Através deste caminho, podes desenvolver um senso genuíno de preocupação com o bem-estar alheio, incluindo o do teu inimigo. A atitude deles é preocupante, causam-te problemas, mas são seres humanos. Eles também têm direito de trabalhar os seus sofrimentos.

Existem tantas razões para se desenvolver um senso de preocupação em relação aos seus problemas, aos seus sofrimentos, Este é o segundo nível. Este tipo de compaixão desinteressada, ilimitada, precisa de muito treino e consciência.”