Lembro-me de ser ansiosa desde o berço. A ansiedade da escola, das notas, o medo de falhar e desiludir os meus pais, o medo de fazer algo fora das "regras/crenças" que os meus pais me transmitiram. Esse medo tornou-me uma adolescente insegura e uma adulta ainda mais.
 
Do ansiedade nasceu o pânico... e foi aí que percebi que me estava a afundar. Começou como algo físico e debilitante, que me levou a pensar que estava mesmo muito doente. Não parei desde então. Foram dez anos esgotantes em que recorri a tudo e mais alguma coisa para me manter em pé. Psiquiatras, psicólogos, várias medicações, entre outras coisas.
 
Até que um dia numa sessão de meditação conheci o Emanuel.
 
Fiz um processo de coaching com o Emanuel além duma bela amizade, em que tive um despertar fantástico. O Emanuel ensinou-me muita coisa que até agora desconhecia sobre mim mesma. Ensinou-me a "ver com olhos de ver". Percebi que a maior parte das minhas ansiedades provinham daquela coisinha maléfica que se chama expectativas.
 
Percebi que crio demasiadas expectativas em relação aos outros que não sendo correspondidas me criam uma frustração enorme. Percebi também que esta necessidade exagerada de querer agradar os outros só me faz sentir insegura e vulnerável. Nunca me amei verdadeiramente e sempre esperei "migalhinhas de amor" dos outros, como diz o Emanuel, como se eu estivesse com uma mãozinha esticada tipo pedinte.

Foi um terror enfrentar estes fantasmas internos. Abrir os olhos com 34 anos e sentir que fiz tudo mal comigo mesma. Mas é mesmo assim que as coisas se processam. Fico feliz por ter finalmente percebido quais os verdadeiros motivos da minha ansiedade, feliz porque cresci muito, passei a gostar mais de mim desta vez de verdade e muito feliz por sentir que quanto mais me amo menos necessidade tenho de agradar e isso gera muito menos ansiedade. Não estou "curada" até porque crescemos um pouquinho mais cada dia, mas definitivamente não sou mais quem era, tudo graças ao meu amigo Emanuel Almeida. 
 
Obrigado!
danielTinha 21 anos na altura, estava totalmente perdido, mas sem essa consciência. Todos os dias eram enfadonhos, acordava por volta da hora do almoço, ia ao ginásio, ia trabalhar, deitava-me tarde e repetia.
 
Faltavam-me quatro cadeiras para acabar a licenciatura e faltava-me mais motivação ainda para as conseguir concluir, trabalhava em part-time à noite, tinha uma relação com uma namorada com a qual não me identificava, não tinha objetivos de vida, estava totalmente sem rumo e tudo sem ter consciência disso.

Hoje em dia eu chamo a isto “vida no modo automático” e é neste modo que uma enorme parte dos jovens da minha idade se encontra.

Falta de objetivos, ausência total de consciência sobre si mesmos, procrastinação, e acima de tudo o “fazer tudo por fazer”.

Se alguém me perguntasse por que motivo tinha escolhido aquela licenciatura, eu não sabia responder. Se alguém me perguntasse por que motivo andava na faculdade, eu também não saberia responder. Se alguém me perguntasse se me sentia bem comigo mesmo, eu dizia que sim, porque aquele era a única versão de mim que eu conhecia… Portanto, também não saberia responder, apesar de me sentir bem naquele “modo automático”.

Foi nesta altura (2014), que tive a oportunidade de ser Coachee do meu (agora) amigo Emanuel Almeida e este foi o ponto de viragem da minha vida.
Ao longo de 10 semanas, tive ajuda de um Coach que me compreendia, me guiava e que me propunha desafios para ser eu próprio a conseguir construir o meu caminho. Obtive ferramentas que me auxiliam até hoje nas minhas tomadas de decisão, e, a cima de tudo, mudei a forma de olhar para mim próprio.
 
Entrei cheio de dúvidas e incertezas, mas também entrei com certezas que na realidade não o eram. Saí com certezas, com objetivos, e com um rumo definido, mas também com muitas e novas incertezas porque despertei para um mundo novo. A diferença, é que me sentia mais bem preparado para todos os desafios que viriam.
Passado muito pouco tempo, mudei de trabalho, conclui aquela licenciatura, viajei, conheci pessoas, ganhei responsabilidade, superei objetivo atrás de objetivo e hoje, em 2017, sou uma pessoa totalmente diferente. Hoje, sou uma pessoa em evolução contínua, que tira o melhor de cada experiência, que despertou para outro lado da vida e com uma nova consciência.

Hoje tenho vários novos objetivos, estou a tirar outra licenciatura, desta vez sabendo responder ao seu porquê, tenho um trabalho que me desenvolveu inúmeras capacidades e estou a percorrer o meu caminho de forma confiante e positiva.
 
E tudo ainda agora começou.
 
Obrigado, Amigo.
 

martaSempre acreditei que tinha que encontrar o meu caminho, ter sucesso, conseguir. Mas cedo, comecei a levar comigo uma mochila pesada, e, cada vez colocava mais carga mas continuava numa velocidade louca que me impedia de ver sentir.

Errei e carreguei ainda mais a mochilas com crenças, hábitos, julgamentos, continuando em velocidade louca mesmo sabendo que era o caminho errado, deixei que me fizessem acreditar que era aquele e que eu era a responsável. Um dia, já esgotada e sabendo que não era feliz parei abruptamente esta viagem mesmo já estando num precipício.

Decidi voltar a começar a viagem, sofri, mas comecei de novo, só que ainda tinha muito peso na minha mochila e voltei a iniciar o meu caminho em alta velocidade, esquecendo-me que o meu propósito só se concretiza se eu for feliz.

Voltei a parar e agora sei que só poderei abrir o meu caminho libertando o peso da minha mochila, controlando o turbilhão de pensamentos e vivendo o momento, e, aqui vou eu começar de novo porque o meu propósito é ser feliz!

Com  o Emanuel tomei consciência do peso da minha mochila e quão eu quero ser feliz , proporcionou-me instrumentos que ajudam a tranquilizar a minha mente e a tomar consciência do meu ser , aceitando-me , tendo compaixão.

Obrigado Emanuel!

graçaIniciei uma caminhada com o Emanuel porque tinha problemas de autoestima, insegurança como profissional, excesso de trabalho, falta de tempo para mim.

Fomos caminhando mas, se havia dias em que eu me sentia mais confiante outros dias tinha retrocessos sérios. Num desses dias negros em que me sentia completamente exausta, o Emanuel disse-me uma frase que caiu fundo em mim.

Disse-me que as crenças de que somos incapazes, que não conseguimos estar à altura das tarefas que temos pela frente, de que não somos competentes para os grandes desafios que nos colocam no caminho cansam, levam à exaustão, consomem energia preciosa.

Desafiou-me a seguir dizendo: vamos fazer um exercício de libertação de crenças.

Quando terminarmos vais sentir-te outra pessoa. Desconfiada, duvidei que isso fosse acontecer. Aconteceu: senti uma leveza imediata, de repente já não me sentia exausta. A partir do momento que me libertei das crenças de incapacidade, de não estar à altura das tarefas, da incompetência perante os grandes desafios, o peso imenso que sentia sobre mim aliviou, tem vindo a diminuir.  (…)

vanessaConheci o Emanuel numa sessão de meditação no jardim das virtudes e achei-o de imediato uma pessoa muito sensata. Tive logo vontade de me inscrever numa das suas actividades e workshops mas o meu trabalho não me permitia ter tempo livre suficiente para o fazer.

Esse mesmo trabalho e a forma como eu o via levaram-me à fase mais difícil de toda a minha vida, durante a qual procurei a ajuda de 5 profissionais de áreas muito distintas. Todos eles me ajudaram de acordo com o seu conhecimento mas o Emanuel foi a pessoa que realmente me fez pensar, questionar e reflectir sobre a importância que eu deveria dar a determinados acontecimentos e pessoas.

Graças ao trabalho do Emanuel, questionando-me sem nunca me fazer sentir mal com o que quer que fosse, eu pude ver "a luz ao fundo do túnel". Percebi que o que se passou comigo é algo que faz parte da vida e que tudo é ultrapassável desde que saibamos exactamente onde queremos chegar e os valores que queremos seguir.

A disponibilidade, paciência, integridade e sentido prático da vida que o Emanuel nos transmite são inspiradores para qualquer pessoa que esteja a passar por um processo de mudança. Para além destas características, ainda conta com a vantagem de ter um conhecimento muito vasto de situações da vida quotidiana familiar e profissional que transmitem confiança a quem ouve e segue as suas orientações.

O Emanuel gosta de pessoas, está atento aos seus comportamentos e sente uma realização enorme por poder dar-lhes ferramentas práticas para que resolvam os seus problemas. De forma instintiva e natural, também consegue fazer a pessoa entender que esse problema enorme não é assim tão grande e que com calma se encontrará uma solução.

Quem se sente desvalorizado, bloqueado, perdido ou em "piloto automático" deve falar com o Emanuel porque é uma pessoa capaz de criar acção e mudança quando tudo parece negro.

Hoje sou muito mais leve e feliz e o Emanuel foi sem dúvida um dos responsáveis por isso.

Obrigada Emanuel

telefone_metta.png

seguir redes sociais

Aprender a ser feliz

clica para mais informações

ama-te

Encontrar o propósito de vida

clica para mais informações

inspira-te

Avançar sem arriscar

clica para mais informações

supera-te

testemunhos reais dos nossos clientes

marca a tua primeira sessão de descomplicação

sessão de coaching online

todos os dias entre as 10 e as 20 horas

Zoom, Hangout ou Skype

Sessão de coaching no Porto

todos os dias entre 10 e as 20 horas.

Rua de Sarmento de Beires, 336 loja D

Sessão de Coaching em Gaia

às terças entre as 14 e as 18 horas

Av. da República 1629 4º Esq

Paredes

às segundas entre as 14 as 19 horas

Rua Ernesto Brito, nº 88 r/c dto Sobreira

Conceitos de coaching

Formação especializada em Coaching