Richard Barret 

Todos os seres humanos crescem em estágios de desenvolvimento psicológico, operando em certos níveis de consciência e tomando decisões sobre como satisfazer as suas necessidades com base na sua visão de mundo. 

Assim como podemos identificar onde estamos na passagem de nossas vidas pelos sete estágios do modelo de desenvolvimento, podemos perceber onde estamos a qualquer momento pelo modelo dos Sete Níveis de Consciência.

Normalmente, o nível de consciência a partir do qual operamos coincidirá com o estágio de desenvolvimento que alcançamos. No entanto, se encontrarmos uma situação que desencadeia uma das nossas crenças limitantes de sobrevivência, segurança ou proteção, cairemos imediatamente para um dos três primeiros níveis de consciência. Por exemplo, se eu tiver 36 anos - no meio do estágio individual de desenvolvimento - e perder meu emprego e as minhas economias, cairei imediatamente para o nível de consciência da sobrevivência. 

Os sete níveis de consciência pessoal são mostrados na tabela a seguir. A primeira coluna demonstra os estágios do desenvolvimento psicológico. A segunda coluna refere-se ao nível de consciência associado ao estágio de desenvolvimento psicológico. A terceira coluna indica alguns dos valores positivos encontrados em cada nível de consciência, e a quarta coluna indica alguns dos valores potencialmente limitantes que aparecem nos três primeiros níveis de consciência - os estágios do desenvolvimento do ego. 

Nível de desenvolvimento 

Níveis de consciência 

Valores positivos 

Valores potencialmente negativos 

Serviço

7

Servir

Compaixão, perdão, humildade, contribuição, gerações futuras

N/A

Integração

6

Fazer a diferença

Colaboração, empatia, intuição, mentoria, parceria, alianças

N/A

Auto-actualização

5

Coesão interna

Honestidade, confiança, criatividade, integridade, autenticidade, alinhamento interno

N/A

Individualização

4

Transformação

Liberdade, autonomia, adaptabilidade, coragem, crescimento pessoal

N/A

Diferenciação

3

Autoestima

Segurança, reconhecimento, autoimagem positiva, autoestima, confiança

Arrogância, orgulho, preconceito, superioridade, discriminação

Conformismo

2

Relacionamentos

Segurança, família, amizade, pertença, harmonia

Ser amado, culpa, ciúmes, vingança

Sobrevivência

1

Sobreviver

Sobrevivência, saúde, fitness, estabilidade financeira

controlo, manipulação, ganância, cautela/cuidado

Nível 1: Consciência de sobrevivência 

O primeiro nível de consciência pessoal é a sobrevivência. Para sobreviver, precisamos de ar limpo, água e alimentos saudáveis ​​para manter nosso corpo saudável e em forma, e precisamos nos sentir financeiramente seguros. O modo como lidas com as situações de sobrevivência quando adulto depende dos condicionamentos que recebeste na primeira infância. Se tiveste dificuldades em satisfazer as necessidades de sobrevivência – por exemplo os teus pais ignoraram quando choraste ou te sentiste abandonado – serás muito mais cauteloso quando adulto e também poderás tornar-te um controlador porque sentes que não podes confiar nas outras pessoas. Sempre que tiver algo que pareça um desafio de sobrevivência, as tuas crenças limitantes baseadas no medo adquiridas na infância serão acionadas. Podes ficar ansioso e emocionalmente chateado.  A ansiedade virá da crença limitante de que não serás capaz de controlar o teu ambiente para atender as tuas necessidades. Se, por outro lado, as tuas necessidades foram sempre atendidas quando bebê, serás capaz de lidar com situações de sobrevivência sem muito stress. Nesse caso, não importa o que aconteça, vais sempre sentir-te confiante de que poderás controlar a situação.

Nível 2: Consciência do relacionamento 

O segundo nível de consciência pessoal é a segurança. Para nos sentirmos seguros, precisamos nos sentir amados e protegidos. Precisamos sentir um sentimento de pertença. O modo como lidas com as situações de relacionamento quando adulto depende, mais uma vez, do condicionamento que recebeste quando criança. Se tiveste dificuldades em ver as tuas necessidades de segurança resolvidas enquanto criança, tenderás a suspeitar dos outros quando adulto. Além disso, se não te sentiste amado, podes parecer carente ou querer ser amado. Na idade adulta, sempre que sentires que não pertences ou não és amado, as tuas crenças limitantes baseadas no medo - desenvolvidas na infância - serão desencadeadas poderás ficar ansioso ou mesmo perder o controlo emocional. Se, por outro lado, te sentiste amado incondicionalmente quando criança e sempre te sentiste seguro e protegido, poderás cuidar dos teus relacionamentos de forma equilibrada.

Nível 3: Consciência de autoestima 

O terceiro nível de consciência pessoal é sobre sentires-te seguro na tua comunidade. Para nos sentirmos seguros, precisamos nos sentir aceites e respeitados por nossos pares e reconhecidos por aqueles que estão posições de autoridade. A forma como lidas com desafios de autoestima quando adulto depende do condicionamento que recebeste na tua adolescência. Se tiveste dificuldades em atender às suas necessidades de segurança e sentires-te aceite pelos outros enquanto adolescente, não terás autoconfiança quando fores adulto. Sempre que experimenta algo que parece um desafio à autoestima - quando não te sentes suficientemente bem – as tuas crenças limitantes baseadas no medo adquiridas na adolescência serão desencadeadas e podes ficar ansioso ou perder o controlo. Se, por outro lado, foste reconhecido na adolescência pelos teus pares e te sentiste aceite e com um bom relacionamento com os teus pais, colegas, amigos e professores serás capaz de lidar tranquilamente com as tuas necessidades de segurança ao longo da vida. 

Nível 4: consciência de transformação 

O quarto nível da consciência humana é encontrar liberdade e autonomia. Tu vais queres quem és, além dos condicionamentos dos teus pais e além da programação social recebida pela socialização nos anos de aprendizagem. 

Neste estágio do desenvolvimento surgem perguntas como “Quem sou eu? O que é importante para mim? 

Apenas quando encontrares respostas satisfatórias para estas perguntas é que poderás descobrir a tua verdadeira identidade e expressar plenamente quem és, sem medo do que os outros possam pensar ou dizer, especialmente os teus pais, colegas, cônjuge e as figuras de autoridade da sua vida. Isto permite-te fazer escolhas mais alinhadas com quem realmente és e com o que realmente desejas. 

O prémio que receberás da busca pelo autoconhecimento é a independência, a liberdade a capacidade de agires com ética e integridade, alinhado pela tua própria estrutura de valores internos. Oferece-te a oportunidade de fazer escolhas mais alinhadas com quem tu realmente és. 

Quando descobres quem realmente és ganhas a capacidade de tirar a máscara e de viver segundo as tuas próprias regras e não para as regras que te são impostas pelos outros.

Nível 5: Consciência de coesão interna 

O quinto nível da consciência humana é encontrar significado em sua vida - descobrir o que vieste fazer ao mundo. O Teu propósito. A tua missão. 

Nesse nível de consciência, a pergunta já não é "Quem sou eu?", mas "porque estou aqui?" E "Como posso me expressar completamente?" Para aqueles que não sentem um senso de propósito específico, isso pode ser uma pergunta assustadora. Para outros, que são dotados de um determinado talento, seu objetivo será óbvio. Se não tens a certeza do teu propósito do seu objetivo, concentra-te no que gostas de fazer e presta atenção no que à tua volta. Faz o melhor que puderes. Segue a tua alegria, as tuas paixões e desenvolve os teus talentos. O caminho é normalmente por aí.   

Muitas pessoas não descobrem seus propósitos até muito tarde na vida. No entanto, quando olham para trás, percebem que todas as reviravoltas tinham uma razão – elas preparam-nos para que cada um possa dar o melhor de nós, para que cada um possa expressar completamente a sua verdadeira natureza. Quando encontras o teu objetivo, pode parecer algo (muito) pequeno ou algo (muito) grande. Seja o que for, precisas de reconhecer que é o teu propósito e se fores capaz de seguir os sussurros da tua alma, encontrarás um sentido de significado e de satisfação na tua vida. Vais compreender que a tua vida é afinal uma jornada de sincronicidade que se desenrola constantemente por si mesma. Quando estás alinhado com o teu propósito e com a tua missão – acredites ou não – ocorrerão uma série de eventos inesperados que te ajudarão. Parece mágico. 

O teu na paixão e no propósito pode significar renunciar a um modo de vida que te traga conforto, estabilidade e certeza. Pode significar mudar de casa, de cidade, desistir de amigos ou arriscar sua estabilidade financeira. Em suma, pode parecer assustador. Mas não é algo que devas evitar. Se não seguires o teu caminho e a tua paixão nunca ficarás à vontade contigo mesmo - não encontrarás estabilidade interna e mais cedo ou mais tarde a tua vida vai-te parecer uma oportunidade perdida. Se não seguires os sussurros de tua alma, passarás o resto da vida com a sensação de insatisfação, deprimido ou vivendo com arrependimentos. 

Nível 6: Consciência de Fazer a Diferença 

O sexto nível de consciência humana é sobre fazer a diferença no mundo – na tua família, no teu local de trabalho, na tua comunidade, no teu país ou mesmo na comunidade. Se sentes que és um líder e que operas neste nível de consciência, perceberás que a tua capacidade de cumprir o teu propósito está fortemente condicionada pela tua sua capacidade de te ligares aos outros e facilitar o trabalho e a vida daqueles que te apoiam e rodeiam. 

Os líderes esclarecidos entendem que é através de outras pessoas – seus seguidores – que causam impacto no mundo. Quanto mais facilmente te conectares e simpatizares com os outros, mais fácil será para ti cumprir o teu destino. 

Quer sejas um líder ou não, fazer a diferença implica sempre ligares-te com os outros pelo amor incondicional. 

Nível 7: Consciência de serviço 

O sétimo nível da consciência humana é serviço altruísta à causa ou ao trabalho que permite que uses os teus dons e talentos - o trabalho que nasceste para fazer. 

Alcanças esse nível ao assumires como modo de vida fazer a diferença na vida dos outros. Afinal a vida é sobre o valor que crias para os outros. Receberás em proporcionalidade. 

Agora estás completamente preenchido com o teu propósito e as sensações de vazio são apenas memórias do passado. Já não precisas de te sentir amado. Já não precisas de ser reconhecido. Já não precisas de te sentir seguro. 

Desperta em ti uma confiança indescritível. Ficas à vontade com as incertezas e abraças as oportunidades que surgem no teu caminho. 

Já não estás perdido. Estás guiado pela tua alma. 

Nesse estágio de desenvolvimento, podes precisar de tempo para silêncio e reflexão. 

Procurarás a inspiração que precisas no teu íntimo para poderes viver e respirar o teu propósito em cada momento da sua vida. 

Saberás que estás neste nível de consciência quando sentires que não há mais nada para fazer. Tudo se torna óbvio. É aí que desperta uma gigantesca paixão pela vida e deixarás de trabalhar. Terás um modo de vida orientado à expressão da tua missão e do teu propósito.

O teu ser simplesmente flui nas tuas atividades que são desempenhadas com um imenso prazer.