Neste artigo, vamos ver como podes fazer para definir objetivos, de forma a que sejam mais facilmente concretizáveis.  

Na metta.pt, utilizamos uma forma de 8 passos, que conjuga uma fórmula internacionalmente conhecida, que é a SMART, e mais 3 P’s (PPP), que são uma adição nossa, para tornar o método SMART ainda mais poderoso.  

O método SMART tem 5 características. 

A primeira característica do objetivo SMART é que ele tem de ser específico. Há muitas pessoas que colocam os objetivos de uma forma subjetiva e isto não faz nenhum sentido. Os objetivos têm de te direcionar, exatamente, para aquilo que queres realmente alcançar.  

A segunda coisa que um objetivo tem de ter é ser mensurável, ou seja, nós temos de medir qual é a percentagem de cumprimento do objetivo que temos, a cada momento.  

Um outro aspeto, muito importante, é que o objetivo tem de ser alcançável. É preciso ser realista na definição dos objetivos. Quando um objetivo não é alcançável, isso vai ser completamente contraproducente, porque o nosso inconsciente não nos vai ajudar, no sentido de mobilizarmos os nossos recursos, porque ele não acredita neles. Se o objetivo não for digno de crédito, se não for realmente alcançável, não há uma grande possibilidade de mobilizarmos os nossos recursos, no sentido de os tornar, de facto, uma realidade.  

Depois, por outro lado, ele tem de ser relevante, ou seja, ele tem de mexer com as emoções. Por outras palavras, ele tem de ter a ver, de alguma forma, com as nossas necessidades essenciais, ou seja, “como é que tu te vais sentir?”. Mais reconhecido, depois de atingir este objetivo? Este objetivo é importante, porque te faz sentir mais reconhecido? Porque é uma experiência nova? Porque te faz sentir mais segurança, mais certeza? Porque aumenta a tua ligação a outras pessoas? Tem de ter uma relevância efetiva para ti e, no fundo,  poder ativar todos os recursos emocionais.  

Finalmente, em termos do método SMART, tem de ter um tempo definido. Nós temos de ter um tempo para entregar o objetivo. Este, então, é o método SMART, que é internacionalmente conhecido. 

 

Depois, na metta.pt, como te dizia há pouco, nós acrescentamos 3  PPP. 

O objetivo tem de ser sempre formulado pela positiva. E isto é muito, muito importante. Temos de direcionar o nosso pensamento, e o nosso objetivo, e a nossa concretização, em direção àquilo que queremos construir, e não ao que queremos evitar. Deste modo, então, os objetivos têm de ser colocados pela positiva: “Eu não quero perder peso” — “Eu quero ser mais magro”. “Eu não quero deixar de fumar” — “Eu quero ter uma respiração mais saudável”. Eu não quero evitar nada, quero construir alguma coisa que pudesse pôr no lugar do que, de facto, quero evitar. Portanto, é muito importante que coloquemos as coisas de uma forma positiva.  

Por outro lado, um objetivo tem de ser, obrigatoriamente, uma coisa pessoal. Não podes ter um objetivo para que a outra pessoa cumpra. O objetivo tem de ser pessoal, é intransmissível também. Quanto muito, podes assumir como objetivo que vais fazer com que as outras pessoas façam alguma coisa, mas o objetivo é teu, a liderança é tua. Mantém sempre este peso da liderança e da iniciativa. A iniciativa tem de ser sempre a tua.  

E, por último, o objetivo tem de ser presente, ou seja, para que seja, de facto, um objetivo, tens de começar já a dar os primeiros passos.  

Este é o método da metta.pt para definir objetivos, que conjuga o método SMART, que é internacionalmente conhecido e acrescenta estes PPP de: positivo, presente e pessoal, no sentido de dar mais força ao objetivo, e garantir a ti próprio mais capacidade de o executar e de o tornar em realidade.