Vamos falar sobre gratidão, esse maravilhoso sentimento do ser humano. 

A gratidão é uma das emoções mais fantásticas que temos o privilégio de sentir. A gratidão faz com que, neste momento, tudo o que eu tenho e tudo o que eu faço, tudo o que eu sou, seja perfeitamente suficiente. Faz com que, neste momento, tudo esteja bem, tudo esteja como tem de estar. 

Mais do que limites impostos pela vida, eu tenho sempre oportunidades para amar, tenho oportunidades para crescer. Mais do que razões para me queixar, eu tenho sempre motivos para apreciar, para contemplar. Mais do que feridas do passado, eu tenho razões para me orgulhar de tudo o que superei. Mais do que memórias, palavras tristes e histórias tristes, eu tenho experiências para partilhar e para inspirar outras pessoas. 

A gratidão é a inversão da polaridade, sabes? Transforma tudo em algo positivo. Tudo pode ser encarado como algo positivo, se visto pela lupa da gratidão. É o mais nobre e mais transformador sentimento humano. 

Se habituares a tua mente a ser mais grata, vais presenciar uma grande transformação, muito, muito rápida. Isto é muito útil para que eu possa reconciliar-me em pleno, com o momento presente. E neste momento, tudo está bem. Para que eu não assuma nada por garantido, para que eu não me foque no pouco que me falta e deixe de agradecer o tanto que tenho. Para que eu reconheça a imensidão das possibilidades que me são oferecidas a cada momento. A gratidão é tão importante, para que eu possa reconhecer a maravilhosa oportunidade, que é a vida. Todos os dias. Para que eu possa reconhecer tantas coisas boas que estão à minha e à tua disposição. Para que possamos perceber que é preciso muito esforço, para nos mantermos vivos. A Natureza tem de fazer muito esforço, para que eu possa respirar, alimentar-me, vestir-me, deslocar-me... tudo isso tem custos brutais para a Natureza, e nós estamos cá, para experimentar emoções, para experimentar a gratidão - também, porque não. A gratidão é importante. 

E voltando à importância da gratidão, é muito importante para que eu possa estar consciente de quanto a vida me dá. Para que eu possa valorizar tudo aquilo que me parece básico, normal, seguro ou garantido. Nós desvalorizamos tantas coisas, damos tanto por garantido, só valorizamos quando perdemos. É preciso estar grato e corrigir esse hábito do nosso pensamento. 

A gratidão é muito útil para entender a gigantesca dádiva que é a vida; a gigantesca oportunidade que é, estar vivo. É muito importante para que eu deixe de fazer birras sempre que me falta alguma coisa, ou sempre que eu ache que me falte alguma coisa, que, se calhar, vou descartar ainda antes da segunda semana, depois de a ter. É importante para que eu possa valorizar mais: o que eu tenho, o que eu vivo, o que eu sou, o que eu faço, aquilo em que eu acredito. A gratidão é mesmo, mesmo, muito importante. É importante para deixar de vibrar na escassez e começar a vibrar na abundância, na esperança, no amor. Para que eu possa nutrir o meu corpo e o meu pensamento com sensações positivas. Para que eu possa ver claramente e tomar melhores decisões, fazer melhores escolhas. A gratidão é importante para que eu possa focar-me naquilo que é realmente importante para mim. Para que eu possa viver no presente, sem culpas, sem ressentimentos do passado, sem medos do futuro. 

Gratidão é um tratamento eficaz para a ansiedade e para a depressão. É uma forma enorme de vitalidade, de esperança, de confiança. É uma forma de nos ligarmos a mais pessoas, de nos permitirmos a mais conexões com outras pessoas e, com isto, mais sorrisos, mais abraços, mais momentos felizes. A gratidão faz-te esperar o melhor de ti e o melhor de todos. Muitas vezes, ficamos com o pé atrás, à espera do pior do outro. Não! Vamos esperar que o outro dê o melhor de si, como cada um de nós estará disponível para dar o melhor de si.  

Através da gratidão podemos chegar ao desenvolvimento do sentimento de pertença, o sentimento de que pertencemos a um determinado grupo, a uma determinada família e a uma determinada comunidade. Já não estaremos sozinhos, poder-nos-emos amparar num conjunto de outras pessoas. E a gratidão guia-me para um mundo de possibilidades e de oportunidades. Oportunidades para eu escolher o meu propósito, o sentido, a plenitude da minha vida. Para eu escolher o caminho para a minha felicidade - só com gratidão é que tenho este poder. A gratidão também é o reconhecimento da suficiência, em detrimento daquela crença da não-suficiência, de não ser suficientemente bom, suficientemente capaz, suficientemente merecedor. É através da gratidão que dissolvemos essa crença de que nada é suficiente. A gratidão promove equilíbrio, promove saúde, promove paz. A gratidão dissolve as energias negativas e ilumina as nossas vidas. A gratidão faz com que desvalorize o negativo e sublinhe cada vez mais aquilo que é positivo. A gratidão faz com que aprenda a valorizar a vida. 

Por todas estas e por muitas outras razões, agradece. Agradece genuinamente. Abre-te a esta corrente de abundância e de amor, em vez de vibrares tanto na escassez.