“Quero ser tua, quero que você seja meu. Quero poder sempre te amar e ouvir o quanto sou amada, quero poder acordar com você me enchendo de beijos ou simplesmente acordar pra ver o quanto é lindo você dormindo. Mas do meu lado, eu quero você do meu lado. Será que ninguém entende?”
Caio Fernando Abreu

Emanuel Almeida

engagement 1718244 12801

Eu entendo. Perfeitamente. E tu?

O texto apresenta o mais profundo desejo de muitas pessoas nos nossos dias: e mais legitimo também: o desejo de amar e de ser amado.

Há pouca coisa que tenha tanto significado do que ter alguém ao lado para nos ouvir, com quem partilhar aventuras conquistas e dificuldades. Alguém que conheça as nossas fraquezas e que ainda assim nos aceite e queira construir a sua vida ao nosso lado.

O tema dos relacionamentos é muito polémico, mas ainda assim estruturante na nossa ideia de bem-estar pessoal e social. Na verdade, não nascemos para estar sozinhos.

Por outro lado, a vida é demasiado curta para ser despendida ao lado de quem não nos aceita ou de quem não podemos aceitar.

É difícil encontrar um relacionamento que preencha os 3 requisitos do amor pleno: intimidade, paixão e compromisso.

Mas, o que te impede de ter um relacionamento em que possas amar e ser amado(a)?

Quando temos um relacionamento temos medo de o perder, medo de ser traídos, medo de ser enganados… e tantas vezes esses medos acabam por se concretizar, ou as dificuldades de comunicação acabam por produzir relações rotineiras e mornas, nem significado, sem desejo e sem amor. É muito mais frequente que os relacionamentos se destruam a si mesmos.

Quando decidimos abandonar um relacionamento que não nos preenche, temos medo de não encontrar alguém melhor, do que os outros vão pensar ou dizer, medo de não ser capaz de viver sozinho, medo de não superar a dependência emocional ou financeira, medo do que poderá acontecer aos filhos.

Quando não temos um relacionamento temos medo de não encontrar alguém que nos preencha e que nos aceite, temos medo de ser utilizados, medo que os potenciais candidatos não sejam honestos e que nos utilizem.

Se cedermos ao medo e paralisarmos, como será possível avançar encontrar o amor e consumar o legítimo desejo de amar e se ser amado?

Há vários anos que trabalho com pessoas que querem encontrar novos relacionamentos ou querem ressuscitar os relacionamentos atuais, tornando-os saudáveis e plenos de amor.

Encontrar um novo relacionamento

Quando o objetivo é encontrar o relacionamento, o processo inicia-se com a descrição clara das características da pessoa que gostaria de se conhecer. Depois, importa que o cliente se transforme numa pessoa atrativa para o que deseja encontrar. O terceiro passo é conhecer pessoas e abrir um processo de seleção. Há pessoas que se surpreendem na maneira clara o objetiva como podemos conduzir estes processos que supostamente acontecem espontaneamente. É claro que podemos ajudar a criar oportunidades e a preparar as pessoas para as agarrar. A sorte acontece quando a preparação encontra a oportunidade.

Melhorar um relacionamento actual

Por outro lado, quando o objetivo é melhorar um relacionamento atual, preparamos o cliente para compreender as suas crenças, os seus valores, os seus desejos e as suas expectativas. Quando isso acontece é mais fácil compreender os mesmos pontos do parceiro. Posto isto, o passo seguinte é encontrar formas de minimizar os pontos que não são comuns e reforçar os pontos em comum, promovendo uma maior aproximação que melhora a comunicação. O passo seguinte é abrir caminho ao diálogo e à exposição mútua das expectativas de cada parceiro, dando origem à negociação de modos de promover a satisfação plena de ambos. Por último, segue-se a implementação de um plano de ações com vista à “ressurreição” do relacionamento.

Quando a solução é a separação

Também acontece sermos procurados por pessoas que pretendem abandonar um relacionamento. Nesta situação o nosso trabalho passa sobretudo por esgotar todas as possibilidades de evitar a separação, ajudando o nosso cliente a ser assertivo durante o doloroso processo e na reconstrução da sua nova vida. Fechar as portas do passado é o primeiro ponto para abrir portas ao futuro.

É possível e legítimo sonhar

Nos relacionamentos como em todas as áreas da vida, é possível sonhar e implementar ações que te conduzam aos teus sonhos. É legítimo que desejes ser feliz e que faças o que for preciso para o conseguir, obviamente respeitando o espaço e a integridade de todos os que te rodeiam.

É possível amar e ser amado(a) e além disso é legítimo. Compreendo que isso seja muito importante para ti. O importante é que nunca deixes de acreditar e que faças tudo o que estiver ao teu alcance para alcançar esse sonho, que te trará seguramente muita felicidade e muita realização.

Estou a disponibilizar sessões estratégicas presencialmente no Porto ou online, nas quais podemos falar sobre como alcançares os teus sonhos e objectivos. Aproveita que por enquanto estas sessões são gratuitas. Podes marcar aqui.

Pesquisar

telefone_metta.png

seguir redes sociais

Explora mais assuntos no nosso blog de desenvolvimento pessoal