foto_emanuel_bx_1.png

Sou o Emanuel, fundador da metta.pt e estou a preparar o lançamento da épica Jornada do Herói, um processo que vai transformar pessoas comuns em pessoas que encontram o sentido da vida colocando-se ao serviço dos outros. Tudo com base na minha própria experiência pessoal e em ferramentas comprovadas pela ciência.

Sempre fui um inconformado com as injustiças à minha volta. E decidi dedicar a minha vida à construção de um mundo melhor, a partir de mim mesmo.

Acredita, basta que cada um de nós aprenda a viver melhor consigo próprio, para que o mundo se transforme por completo.

As histórias são todas muito parecidas e muito simples. Começam quase sempre com alguém que quis agradar aos outros e seguiu os caminhos que entendeu necessários para ter resultados que pudessem satisfazer as expectativas das pessoas que eram importantes para ele.

Ao fim de alguns anos a deambular – e a perseguir objetivos sem sentido - a aprovação plena dos outros nunca chegou e começou a sentir que talvez não valesse a pena seguir esses caminhos. Mas era difícil mudar de rumo; e que caminho valeria realmente a pena? As respostas não eram fáceis de encontrar.

Tinha uma vida “normal”, na qual “não lhe faltava nada” mas ainda assim, sem sentido, sem propósito, sem significado…

Um dia, esta personagem compreendeu que perseguir a aprovação dos outros não era o sentido, mas antes uma forma de escravatura autoinfligida que o afastava de facto do tal propósito que buscava alcançar.

E foi então que começou a procurar as respostas mais profundas dentro de si mesmo:

- quem sou eu?

- o que faço aqui?

- há algum sentido para a vida?

- qual é o meu propósito?

- qual é a minha missão?

- o que tenho que fazer para ser feliz?

As questões estavam lançadas e foram precisos muitos mestres para encontrar as respostas.

Foi-se fazendo clareza, objetividade. Novas ideias formularam novas possibilidades, novos pensamentos, novos sentimentos e novas certezas.

Novos conhecimentos trouxeram novas crenças e experiências. O caminho foi-se fazendo, foi-se abrindo. A luz foi surgindo e a compreensão foi-se construindo.

O propósito foi-se percebendo, revelado pelo autoconhecimento. Que estranho: afinal todas as respostas estavam tão perto…

As camadas que afetavam a perceção da vida foram-se desconstruindo, desfazendo.

E tudo ficou mais nítido.

Esta nova compreensão de si mesmo e das suas emoções trouxe uma espontânea compaixão pelos outros, que foram sendo também desvendados, compreendidos nas suas múltiplas dimensões. Uma capacidade de compreender e de aceitar as pessoas; a primeira condição para as ajudar a aceitarem-se a si próprias e com base nessa aceitação construírem o amor mais verdadeiro e mais profundo: o amor próprio.

Depois de alcançado esse nível, fica mais claro o caminho para a compreensão do propósito, da missão, do sentido da vida. E, quase sempre, ele tem a ver com ajudar a construir outra realidade mais justa para o nosso mundo. Com a suprema paixão pela vida e pela entrega às suas próprias causas.

Quando esta clareza chega, é hora de aprender ferramentas para empreender um plano de transformação da nossa própria vida e, com ela, a transformação do mundo ao nosso redor. A mudança é uma porta que só se abre por dentro: e isto exige agora uma nova disciplina, novos hábitos, novos “rituais”, novas formas de avançar e de alcançar. Novas formas de estar e de viver, para que novos paradigmas se abram.

É esta experiência viva, dinâmica e pessoal que fornece as bases mais sólidas para poder ajudar outras pessoas. E para que cada um de nós possa contruir um mundo melhor.

Só um ser transformado pode guiar a transformação de outros. E é nessa evolução pessoal e nessa partilha que reside a essência do nosso propósito.

Se à experiência pessoal juntarmos agora um conjunto de ferramentas comprovadas de ajuda efetiva, cada um de nós pode transformar-se num “ajudador competente”. Que delicia poderia ser se mais de nós nos dedicássemos profissionalmente a guiar outros na construção das suas próprias soluções, não achas?

Uma nova proposta de vida

E esta proposta de valor pode ser a solução para uma nova carreira: pautada pela liberdade de atuar em função dos valores próprios de cada um. O ser transformado pode dedicar a sua vida a ajudar outras pessoas a compreenderem a necessidade de se libertarem dos paradigmas da escassez e com isto abrirem as portas para uma verdadeira abundância. A todos os níveis.

Já deves ter percebido que este é o formato clássico da jornada do herói. Mas esta história foi vivida na primeira pessoa. Por mim mesmo.

Descobri dentro dos maiores problemas que enfrentei na vida, as respostas às minhas questões mais profundas.

Hoje sou coach profissional e já ajudei mais de 300 pessoas em processos individuais de transformação. A sua gratidão alimenta agora a minha perseverança e a minha certeza de estar alinhado com o meu propósito.

Os meus e-books já totalizam mais de 20.000 downloads. Já ensinei as ferramentas - que utilizei para me transformar a mim mesmo - a centenas de pessoas em cursos presenciais e online.

Construir um mundo de amor bondade. Um mundo metta.

E todos podemos. Todas as pessoas podem contribuir nesta construção de um mundo efetivamente melhor. Em concreto. Para todos e para cada um. 

E é muito óbvio. Começa tudo por dentro.

Tu também podes fazer este processo e construir uma vida com propósito. Com sentido. Com significado. E viver na abundância, construindo um mundo melhor, a partir de ti mesmo(a)

Vou contar tudo numa masterclass na próxima terça feira, dia 23 de Julho. Conto contigo?

Clica aqui e inscreve-te agora para reservar o teu lugar.

Grande abraço e muita metta


Até breve

Pessoas-Comuns-Podem-Fazer-a-Diferença_inscrevete.jpg

Pesquisar

telefone_metta.png

Agenda

Não há eventos programados

Explora mais assuntos no nosso blog de desenvolvimento pessoal